É. São coisas.



Tentaste vezes sem conta caminhar comigo. Quiseste inúmeras vezes estar a meu lado. E eu com aquele estúpido medo, adiava inconscientemente a tua vinda. Sorria, e sorrio ainda ao relembrar, as palavras que me embalavam na noite de lua cheia, nos dias de trovoada. Lembro-me de quando, na tua doce timidez, primeiro me rejeitavas as chamadas e depois, me ligavas cantando baladas. Já se passaram primaveras e parece ter sido ontem. Lembro da suavidade das tuas palavras, das noites que em pensamento passaste comigo. Recordo tão bem a quantidade de vezes, que lendo e ouvindo as tuas palavras, aquelas belas que me aconchegavam tanto, as mesmas que me faziam fugir de medo, medo de te querer, flutuava silenciosamente, tentando ser discreta no meu pequeno mundo. No entanto, hoje não sei o que é feito desse "ti". Não sei se o perdeste, se sem que desse por ela se camuflou ou se lhe perdi o rasto. Agora que te quero, da forma que sempre desejei não querer ninguém, tu foges, ausentas-te. Agora, que realmente ganhei coragem, tu já não estás. Provavelmente já nem a tempo vou de te dizer "não desistas de mim!". Provavelmente, perdi-te.
É. São coisas.

19 Crimes sentidos:

Alguém... disse...

Se ele algum dia foi mesmo teu, ele volta sozinho. =)

Catarina disse...

Estou sem palavras, estas tuas palavras emocionaram-me mesmo. Não digas que não vais a tempo se o destino assim quiser irá meter-vos novamente um ao lado do outro e depois em vez de recordar vives o que tanto imaginas ou recordas .
Podes te-lo perdido agora mas se gostarem um do outro não irá ser a porcaria do tempo a estragar isso , por isso não desistas continua a lutar.

Beijinho querida *

yasmim disse...

está tão lindo . mas estás bem? :x

Rita Sousa disse...

Nem sei o que dizer... perdi-me. Está lindo*

♥ marta. disse...

Talvez não tenhas perdido! Vai em frente, não flutues na dúvida. Força. :')

Alexandre. disse...

Coisas, mesmo.

Andreia Ribeiro disse...

Por vezes só damos a verdadeira importância às pessoas quando estamos prestes a perdê-las. Talvez seja o momento de seres tu a lutar :)

Marta Sofia disse...

Está lindo o texto:)
Nunca desistas, força*

Lu disse...

"É. São coisas." Eu acho que não acabaria de melhor forma este texto.

Cátia Mourisca disse...

está lindoooooooooooooooooooo!

Aileen disse...

Adoro o teu texto.
Força!

Mariana disse...

Tenta encontrá-lo, não desistas!

N. disse...

Força ! Apesar disso, tudo continua. E nada é dado como perdido. *

Alexandre. disse...

Oh, obrigadooo :)

yasmim disse...

obrigada minha querida ♥
como estás? :x

GF disse...

É. São coisas. Quando vemos a possibilidade de arriscar e agarrar aquilo que de outrora fugimos, tudo foge, soa a tudo em vão. Mas como tudo que vai, volta...
Eu não vou. Eu fico contigo.

yasmim disse...

óh vou indo (:
mas pelo texto, não pareces assim tão bem :x

yasmim disse...

pois compreendo :x

; mariana disse...

adorei o blog , está lindo !
sigo *

Enviar um comentário

Liberta a tua mente e deixa que o pensamento te leve palavras aos dedos, partilhando assim comigo ideias, questões e críticas, não deixando nada omitido.
Obrigada pela tua leitura atenta: