Hoje. Apenas hoje.

Quando me reduzo a isto, não sei mais o que fui, o que sou. Nem sequer sei se algo sou. Tenho já como hábito um deambulismo discreto, de forma a que exista e ninguém repare. Movo-me no espaço, mas na realidade faço-o no tempo. Não despego, não consigo, não deixo o passado que me trouxe ao Hoje, não esqueço aquele outrora em que a felicidade era o prato do dia - hoje no prato só vejo moscas.
Penso e repenso, consumo a massa cinzenta com remorsos que nem são meus, remorsos pelo tempo que passa. Não volta, e o que não fizeste, fizesses. Choro, grito. Pontapeio a saudade que contra a minha vontade se dirige a mim como um boomerang. Eu enxoto mas ela volta - volta dizendo ser minha, volta dizendo ser eu.
Os olhos fechados permitem-me ainda ver-te, mesmo quando aqui na realidade já não existe vestígio de ti - de olhos abertos sinto o teu toque, o cheiro natural da tua pele, sinto a tua voz, a forma como chamavas por mim - foste e não regressaste.
Hoje, sou saudade de mim e de ti, sou saudade de todos os que tive, sou saudade do que fui e do que fomos.
Hoje, precisava tanto de ti aqui.

50 Crimes sentidos:

- Sílvia • disse...

- Precisas de ter força querida!

Joana Carvalho disse...

ohh, como te entendo minha linda...

vamos entao hehe :)

Catarina disse...

Oh querida que texto bonito, eu compreendo-te custa não termos aquela pessoa presente na nossa vida e que em temos respiravamos felicidade por todo o lado. Não digas que ninguém repara em ti porque isso não deve ser verdade há sempre alguém que está de olho em nós, uma especie de anjo da guarda.
É perfeitamente natural que sintas saudades tanto de ti naquele tempo como dele, a saudade faz parte da nossa vivência e quando não há nada a fazer resta-nos recordar esses belos momentos que vivemos.

Beijinho *

Marta D'Almeida disse...

estão perfeito :')

Mel disse...

Tens que me dizer que música é esta! Arrepia-me sempre que venho ao teu cantinho!É verdade, quem não tem saudades. Adorei o texto*.*

Paula disse...

Ai recordações. Quem invdentou preteritos perfeitos e preteritos mais que perfeitos? O presente é que assim devia ser (:

Eu? disse...

Bonito, embora triste. A transbordar sentimento *

Alguém... disse...

há dias que precisamos tanto deles que por mais amigos que tenhamos nunca é suficiente, por eles são eles, foram nossos e são insubstituiveis.

Obrigada querida, beijinho*

maria eduarda disse...

eu não gosto quando as coisas são assim.
mas obrigada :)
adorei o teu texto!

Joana Carvalho disse...

*.*

Catarina disse...

De nada querida

Mel disse...

já encontreii(: é linda aserio!

patriciaa disse...

Oh obrigada (:
Gostei muito do teu também *-*

diana alba disse...

que lindo (:

Cris disse...

Oh! :/
Como eu te percebo.
Esse sentimento é perturbante.
Dá uma vontade enorme de perdoar e chegar ao pé de esse alguém e dar um abraço enorme, só para aliviar a dor.
É triste!
Mas vai passar! :)

Ariana Fonseca. disse...

Acima de tudo, tenta ser quem sempre foste. Luta, se feliz e força !

Rita disse...

lindo! as saudades fazem tão parte do nosso ser que por vezes são dificeis de controlar o misto de sentimentos que provoca! *

dannó disse...

está cheio de sentimento (:

Jay disse...

esta lindo, lindo mesmo!
a musica do background é do filme avatar não?

AL disse...

oin, porque essa expressão ?

Ni disse...

Não percas nem esqueças quem és.
"Se eu não gostar de mim, quem gostará?"
Primeiro, ama-te a ti que é o mais importante.
Neste momento, tem força minha querida.
Estes teus textos deixam-me ko, força *

amy disse...

wow :x

PR" disse...

Ai, há dias assim. Dias em que a saudade aperta tanto que mal consegues respirar.

AL disse...

tens razão e é tudo tão precioso naquele sitio que cada gesto faz com que tudo o resto pareça pequeno.
o texto está muito forte, deixou-me sem capacidade para um comentário melhor.

Alexandre. disse...

Amei imenso e revivi'me nele $:
A música é brutal e suave +.+

a extensão do pensamento. disse...

Transmites tanto sentimento, fiquei encantada com o modo como exprimes o que sentes :)

a extensão do pensamento. disse...

De nada querida(:

Gabriela disse...

Obrigado :b
Gostei muito deste post :)

Joana disse...

oh, obrigada :$
os teus textos são todos fantásticos, querida*

Lu disse...

oh, como eu gostei deste texto minha Mari *.*

Patrícia disse...

E eu estou aqui Mari *.* Há dias em que também sinto saudades de tudo :x

Ni disse...

Temos que ser umas para as outras :) *

Ritinha disse...

obrigada por me ouvires :)

Raspberry disse...

O texto está lindo! Apesar do tema ser delicado, tu escreveste-o de uma forma espectacular.
- São textos assim (e agradeço-te por isso) que me fazem acreditar que o meu (nosso) passado lá está. A saudade nao se apoderou de mim, nem eu dela. Deixei-a lá no cantinho dela, devias fazer o mesmo. As saudades são das piores coisinhas que existem aí. A cada dia que passam matam-nos um bocadinho mais.

Daniela disse...

A saudade, por mais que a queiramos que ela vá embora e não regresse, ela acaba sempre por voltar. Devasta-nos e faz com que queiramos mais e mais de algo (ou até mesmo de alguém) mas que já não possuímos, não nesse momento e talvez por isso a gente é que a gente quer que a saudade não venha e fique longe, tal e qual como esse alguém está de nós <3

♥ marta. disse...

Há saudades que nos invadem sem partir. *
A música é: Alexandre Desplat - Lua Nova (The Meadow ). :')

Aerton - PoetaMudo disse...

força resiste
as saudades estarao sempre presente
as lembranças trazen-nos de volta

fica com os bons momentos

vanessa marques disse...

ó, obrigada querida .
gostei mesmo.

biazinha disse...

Sei bem o que é precisar desse alguém ! Como uma presença faz toda a diferença =$

Mariana Silvino disse...

Tens de arranjar forças exteriores e interiores e tentares seguir em frente! Amei como sempre *.*

A musica é tão linda <3

mariana mello disse...

e é uma chatice quando acontece :s
Este está simplesmente, perfeito :')

Liliana disse...

está perfeito, adorei mesmo !

Liliana disse...

Prima, isso é para sempre :)
Por tudo o que já passamos juntas, pela dor e pela saudade. Viva nós *
Amo-te!

Aerton - PoetaMudo disse...

obrigado
o próximo post terá um outro desenho meu sem duvida

filipa disse...

Por vezes ficamos saudades :$

♥ marta. disse...

De nada. *

Francisco disse...

Uau mas que texto tão imenso que tens aqui.. Há dias assim, num imenso sefucar, dentro de nós,aparece a vontade de termos almas perdidas da nossa vida passada, apetecendo sentilas de novo junto a nós..

-livres um dia? não digo que é impossivel, pois ninguem sabe o que acontece depois de nos deixarnos levar naquele para todos nós é o imenso sono.. talvez, um dia :)

Isabel disse...

Muita força minha querida, tu vais conseguir *

Iara disse...

Olá Marilena!
Há um tempo venho acompanhando o teu blog, mas hoje não pude conter-me e tive que deixar-lhe um comentario.
Sei exatamente como se sente, mas a vida é assim. Pessoas chegam e partem sem perdir licença ou ate mesmo se desperdir. Deixando-nos assim vazias e com uma enorme saudade.
Mas tenha força GURIA que tudo passa.
Um dia TU perceberas que as vezes perder é necessario para crescer e encontrar a "Verdadeira Felicidade"

Abraços

Iara disse...

Olá...
A vida é assim e vamos nos dando força sempre.
vamos nos falando.
Se quiseres me add no msn iara_sva@hotmail.com
bjoss

Enviar um comentário

Liberta a tua mente e deixa que o pensamento te leve palavras aos dedos, partilhando assim comigo ideias, questões e críticas, não deixando nada omitido.
Obrigada pela tua leitura atenta: