Amar (gura) .


E como é estranho ver o que fomos e ver o que somos.
No inicio fugi. Fugi de ti e de mim. Tentei correr para longe do medo de sentir, de me envolver. Corri para longe da dor que já há muito me perseguia e que não queria que voltasse.
Olho para trás, para este que - infelizmente - foi pouco tempo e vejo tudo, cada pormenor. 
Recordo aquela noite, em que em grupo se passeou por estas bandas. Curiosamente a noite do primeiro beijo, aquele que surgiu de uma forma inesperada após um amuo discreto. Essa noite, estavas mal, devido a factores que não menciono por não acrescentarem nenhuma informação importante. Estavas comigo, de mão dada a passear por aquelas ruas, naquela noite ainda não tão gélida como as de hoje. As de hoje, em que já não te tenho. Lembro-me das conversas esclarecedoras, quando naquele Domingo, deitado tu na minha cama, e eu aconchegada no teu peito, se falou de nós como ainda individuais. Lembro-me de me falares de ti, dos teus medos, dos teus acontecimentos passados.
Recordo com a maior alegria, quando me dizias amo-te com todo o coração, e quando me enroscava no teu peito e no teu ombro devido à timidez que me envolvia. Lembro quando me dizias que eras diferente, e pedias que confiasse em ti, que tentássemos. Lembro quando afirmavas que me ias fazer feliz, e eu em ti - sem arrependimentos- confiei. Lembro-me de quando, naquela noite me pediste em namoro. Lembro de quando consegui finalmente dizer que te amava. Lembro-me de quando me quiseste levar a casa de fim de semana, lembro quando me falaste em ir passar a passagem de ano contigo, de quando sugeriste vivermos juntos. Lembro-me de me teres posto em primeiro lugar em situações que nunca esperei. Lembro-me de te ter magoado, de ter pedido perdão; lembro-me de sofrer. Lembro-me de esperar por ti, de te amar eternamente mesmo podendo parecer conversa da treta.
Sei, que apesar de tudo, hei-de ter confiança em ti, sempre. Sei que hei-de esperar por ti até ao último fôlego. Sei que te hei-de amar mais do que tudo na vida, para todo o sempre.
Gostava de em breve te ter comigo, gostava, de em breve poder mostrar-te que as coisas podem ser melhores, que sou capaz disso. Gostava de te poder mostrar que somos tanto, que podemos ir longe. Gostava de te conseguir dar a entender que és o Homem da Minha Vida. Gostava que soubesses que és o melhor que tenho e alguma vez tive ou alguma vez terei. Gostava que soubesses que tenho o maior orgulho em estar ao teu lado, tenho o maior orgulho em ti. Gostava que soubesses que és mais do que aquilo que pensas, vales tanto mais do que possas pensar. Quero que saibas que dava tudo para ser a mulher da tua vida; para passar contigo cada instante, para crescer e amadurecer a teu lado. Quero que saibas que sem ti, aqui, nada faz sentido algum, sem ti torno-me um eco amargo num corpo cheio de dor. 
Não quero perder-te, não quero aprender a ser eu sem ti. Não quero imaginar-me sem ti. Amo-te, tanto mais do que a própria palavra significa. Amo-te, tanto mais do que alguma vez se tenha visto no mundo.
Não quero passar mais noites assim, gelada numa cama. Não quero mais dias assim, amargurados de dor e arrependimento. Não aguento estar assim, lutar sem sucesso, esperar sem obter resposta.
Adorava fazer algo para te mostrar o quanto me és, mas como sei se valerá de algo?!
Garanto que dói, mas eu espero-te ! Espero o tempo que for preciso.  Estarei aqui, aguardando a tua chegada.
Amo-te, é tudo o que posso dizer para além de um perdoa-me!   
Que amargura esta! Amar dói, mas se é para o amor voltar, aguentar é um sacrifício mais que justificável *

21 Crimes sentidos:

Patatine disse...

:( Como eu te compreendo. Acredita.
Força e um Beijinho

Catarina disse...

adorei o texto minha linda e partilho de muitas das tuas vivenciencias. Recordar o que fomos e o que vivemos é bom mas quando sabemos que perdemos um amor que podia ter sido aquele doi, angustia e magoa. Mas há que tentar ter calma e esforçarmo-nos para que se houver a oportunidade de mais uma chance não cometermos os mesmos erros e enquanto ele não chega resta-nos esperar .

Beijinho *

Ariana Fonseca. disse...

adoro, força *

Alguém... disse...

Lindo lindo*

Maria ♥ disse...

mais uma vez : uau !

Alexandre. disse...

tinha saudades desta tua escrita maravilhosa!

já tive na tua situação e, no meu caso, o tempo de espera teve os seus frutos. seculentos e maravilhos. Tenho esperança que tudo corra bem contigo, *

Ariana Fonseca. disse...

obrigada e espero que ele volte, volte para te amar como tu o amas, volte e vocês juntos possam cumprir tudo o que prometeram a ambos, volte para tu seres felizes como tanto queres. Às vezes esperar não leva a nada, mas também pode levar-te a um tudo. Espera enquanto valer a pena, luta enquanto as tuas forças existirem, mostra-lhe tudo o que sentes. E acima de tudo não tenhas medo de amar, não tenhas medo de confiar. Sente-te segura e se forte. Eu estou aqui *

Rita disse...

Chorei a ler. Esta lindo!
Luta, muita força!

RuteRita disse...

adorei mesmo

Marta D'Almeida disse...

obrigada minha linda $:

yasmim disse...

obrigada (:
amei o teu blog. vou seguir !

Sara Martins disse...

uauu :o que blog lindo, que texto lindo* escreves bem! marilena, obrigada, vou seguir-te*

gostei muito!

yasmim disse...

o teu é bem mais, acredita *-*

Sara Martins disse...

nada demais querida. obrigada *

Ruben Lopes disse...

Obrigado (:

yasmim disse...

tou-te a ser mesmo muito sincera, o teu blog é completamente lindo !

Alexandre. disse...

obrigado, :$

♥ marta. disse...

É fantástica a maneira como escreves e como consegues expressar tão bem os teus sentimentos.
Se acreditas realmente, não haverá tempo para uma desistência.
Desejo-te o melhor. *

Isabel disse...

Está lindo, lindo *.*

N. # disse...

adorei !

© color dream , disse...

força :')
e vou seguir.
tens um fantástico blog.

Enviar um comentário

Liberta a tua mente e deixa que o pensamento te leve palavras aos dedos, partilhando assim comigo ideias, questões e críticas, não deixando nada omitido.
Obrigada pela tua leitura atenta: