Era uma fonte de pedra que já não dava água. Era uma rua nova onde ninguém jamais passara. Era uma viajem de graça por quem ninguém se interessava. Era um relógio Suíço sempre atrasado.
Era uma vida sem sentido que todos pioravam. Era uma garota mesquinha de tão boa que fora. Eram lágrimas de sangue de tão fundo que vinham. Eram egoísmos inevitáveis de tanto se ter entregue. Era uma alma ao abandono. Era uma eterna apaixonada pelo homem sempre errado. Era uma menina que aguardava a morte por não gostar da solidão.

Hoje, a fonte de pedra dá água; a nova rua é corrida por milhares; a viajem de graça é procurada por todos; o relógio Suíço foi concertado. 
Hoje, a vida sem sentido pioram-na ainda a cada dia; a garota mesquinha assim continua; as lágrimas continuam sendo de sangue por ainda virem de tão fundo; os egoísmos continuam sendo inevitáveis, por se entregar ainda em demasia; a alma permanece abandonada; o homem errado continua a ser amado; a moça ainda aguarda a morte por não deixar a solidão.

Era uma vez, eu com 15 anos.
Hoje tenho 18, e a dor é igual. O amor mudou, mas a solidão insiste em querer-me.

52 Crimes sentidos:

Lara disse...

waw está um óptimo texto. por vezes temos pessoas ao nosso lado e nem reparamos na imensa dor com que estas vivem e quando reparamos damos pouca importância. acho que a solidão, persegue um bocadinho de todos nós, mais a uns do que a outros. beijinhos

Catarina disse...

Oh que texto triste querida, Não digas que a dor é igual, pois deve haver algumas mudanças. É normal o amor mudar consoante as pessoas que conhecemos e o funcionamento das relações mas a solidão essa por vezes bate-nos a porta e insiste mesmo em ficar mas temos de saber contraria-la.

Beijinho *

Joana disse...

Oh :'$
Mas algumas coisas já mudaram, e ainda bem. :)
Beijinho

M' disse...

Tenho sempre um misto de emoções ao ler-te x) foram 3 anos mergulhada nessa tristeza, está na altura de saltares para fora do barco =) tem muita força e coragem e um dia conseguirás voltar a sorrir =D

Catarina disse...

Eu sei bem que é dificil, acho que se estivesse no teu lugar também não conseguia, mas dizer as palavras é muito mais facil do que torna-las em actos.

M' disse...

De nada =) também eu já me vi envolta num mar negro (não que esteja a dizer que seja pelas mesmas razões que tu) e é possível dar a volta, acredita em ti =)

Lara disse...

eu acho que segue só que uns tentam desfarça-la arranjando muitos amigos/as ou namorados/as e há outros que a assumem e nao tentam disfarça-la.
beijinhos

Lara disse...

também o percebi há muito pouco tempo e, sinceramente, prefiro ser das pessoas que assumem a solidão e não a escondem andando/simpatizando com toda a gente.

jo disse...

Eu ainda acredito que um dia vou chegar aqui e verei este espaço de lindas palavras repleto de cor, e com uma junção de letras mais alegres estas a que nos habituas, minha querida Marilena.

gosto muito de te ler, tu sabes.
um beijinho

Cris disse...

Infelizmente "Há coisas que não mudam!" nem sempre é bom.
:/

Joana ' disse...

Minha querida, percebo agora - depois de ler este texto - quando dizes que me compreendes. Realmente, cada um de nós tem uma capacidade e uma forma de amar próprias, irrepetíveis e inigualáveis... E há umas que, infelizmente, não encaixam no tempo certo.
Como tu dizes, foram três anos. Três anos que entregaste à parte de ti que não sabe como viver. Tenta entregar o teu futuro à outra parte, aquela que sabe transformar lágrimas em sorrisos sinceros, e verás que essa solidão não se fará sentir tão fortemente, que as pessoas que te rodeiam irão começar a fazer-te sentido.
Seja qual for o motivo, ficares a pensar nele noite e dia, não te ajudará em nada. Tal como tu me compreendes, eu também sei do que falas...*

Lara Filipa GV disse...

tudo o que tenho a dizer é que a mudança vem de nós. Não é a esperar que a vida passe ou o tempo cure as feridas... queres seguir em frente? Soma e segue. Porque se ficares agarrada, nunca mais tens saída. Tu fazes a tua vida. TU. :)

FLÁVIOMATA disse...

Passa :b
Este texto transmite TANTA coisa.

Rebelde disse...

Começo por responder à pergunta deixada no meu blog, o agredecimento encontra-se por lá. :)

Quando à pergunta, a estação da foto, é mesmo Coimbra B, local que tanto que marcou, local onda passei vezes sem contas, local onde fui muito feliz. Local que me traz imensas recordações agora tristes...

Identifiquei-me imenso com o teu texto, com os sentimentos que dele se denotam. Muita da desilusão e da solidão que carregas, é por mim partilhada, como te percebo. Achei o que teu texto com tamanha qualidade e muito sentimento à flor da pele. Força.

;)

Diogo F.M disse...

gosto do teu blog :D

patriciaa disse...

obrigada (:
também gostei muito do teu apesar de forte e muito sentido :0

Joana Carvalho disse...

adorei *.*

- Gabrielaa ♥ L. disse...

O teu texto esta super triste mas lindo, adorei :D Exprimes o que sentes tao bem atraves da escrita e isso é muito bom e lindo de se ver.

Ainda bem que gostas-te do meu post.
Beijinho

Joana S. *-* disse...

Obrigada :)
Lindo post*

Raquel Quitério disse...

óh meu anjo, obrigada (:
este post está tão triste, mas perfeito meu bem :c

♥ marta. disse...

Aos poucos tudo irá ficar bem. *

neechee disse...

nós podemos mudar, mas há sempre coisas dolorosas que ficam marcadas :\ ♥

- Sílvia • disse...

- A mesma dor, o mesmo sentimento vai-nos seguir até sempre.

disse...

Wow, adorei. Acho que percebo bem o que sentes... *

AM disse...

Essa dor eu conheço-a bem, não por essas palavras mas por outras semelhantes.
Não queiras a morte quando a solidão te procura e te encontra constantemente, porque verás que se procurares com cuidado uma razão, ela acompanhar-te-á em todas as alturas.

Verás que a dor passa. Dizem que o tempo cura, eu digo que depende da dor. Já fui curada por ele mas também tive de fazer a minha parte. encara os dias de outra maneira, SORRI ou procura razões para. Eu sei que mereces porque quem sofre assim é sinal que viveu e amou muito, e mesmo que ainda ame, pode continuar a viver sem esse peso, sem essa mágoa que fere, arde.
As lágrimas não serão de sangue e, como primeiro ponto, vais ver que só existirão nos momentos em que não há nada além de quatro paredes e um tecto. E isso não é solidão, apenas um instante a sós.

Armanda Cunha disse...

está muito sentido...
mas não percas a esperança, as coisas vão mudar, mais tarde ou mais cedo*

Isabel disse...

Está tão lindo *

Raa º disse...

Oh , vais ver que tudo vai mudar e vais ser muito feliz . Tens é que acreditar e lutar por isso , força :)

Ana Dória disse...

Muda a forma como se sente, mas não o que se sente.

Adorei estes ragos. Adorei.

Beijinho*

Violet* disse...

Adorei o texto, continuo a torcer para que essa dor vá embora as vezes as coisas demoram mais a passar do que realmente deviam mas quando passam e nós as superamos aprendemos mesmo muito com elas e torna-nos alguém mais forte =) nao percas a coragem =)

aroc disse...

Gosteiii :D

Eu? disse...

Este é o meu novo Blog, segue(me) :) Beijinho

biazinha disse...

Acredito que essa solidão te liberte =$

Alexandra Vieira disse...

apesar de muito, muito triste é um texto lindissimo! *.*

Joana disse...

Desafio para ti no meu blog :)

Daniela disse...

Queridaa *.*
Tenho selinho para tii :)
(beijinhos <3)

Lara Filipa GV disse...

tenho um presente para ti no meu blogue. Beijinhos!

Cris disse...

Tenho um desafio pra ti, no meu blog, já desde Sexta. Mas não me lembrei de avisar. :)

diana alba disse...

Às vezes crescemos em altura, em idade, em maturidade .. mas aqueles sentimentos que nos abalavam continuam presentes :$

Pois, eu disse...

Tão bonito :$ Gosto da forma como escreves :)

Patrícia disse...

Selo para ti no meu blog :D

Marta D'Almeida disse...

selo para ti no meu blog :$

Paula disse...

Passa no meu blog. Selo para ti (:

beatrizbranco disse...

Selo para ti no meu blog :D

beijinhos,
bb

amy disse...

Selo pra ti no meu blog :)

biazinha disse...

Selinho para ti :)

sónia disse...

simplesmente lindo (:

Marta disse...

Tenho um selo para ti no meu blog, beijinhos :D

AM disse...

Mereces :)

(agora dá cor à vida :D:D:D)

amy disse...

Foi uma coisa que eu disse ontem (bem, tecnicamente já foi hoje que já eram quase 4 da manhã xD) a um amigo, obrigada :$

amy disse...

Foi uma coisa que eu disse ontem (bem, tecnicamente já foi hoje que já eram quase 4 da manhã xD) a um amigo, obrigada :$

sofia. disse...

muito obrigada, e digo o mesmo!
vou seguir *

Enviar um comentário

Liberta a tua mente e deixa que o pensamento te leve palavras aos dedos, partilhando assim comigo ideias, questões e críticas, não deixando nada omitido.
Obrigada pela tua leitura atenta: